Trabalhadores param empresa em Cumbica

Ad

Cerca de 50 ex-funcionários da empresa Transpaulo, na Avenida Papa João Paulo I, em Cumbica, impediram a entrada e saída de caminhões para protestar contra o atraso no pagamento da rescisão e do FGTS. Três viaturas da Polícia Militar estiveram no local a pedido da empresa. Não houve confronto. “Não queríamos fazer isso, mas fomos obrigados”, disse o ex- funcionário, Carlos Cardoso Pereira Junior, 34 anos, demitido em abril.

De acordo com a advogada dos ex-funcionários, Jussara Soares de Carvalho, desde outubro do ano passado foram demitidas cerca de 150 pessoas. “Nem deram baixa na carteira de trabalho”, afirmou.

O ex-funcionário Virgílio Aparecido Souza, 38, trabalhava como operador de empilhadeira. “Os atrasos eram constantes. Não pagaram os salários, vale-refeição e as horas-extras”, ressaltou. A empresa não quis receber a reportagem, mas, de acordo com Pereira Junior, prometeu pagar até o dia 15.

 

Fonte: Folha Metropolitana

Comentários

comentários

Ad